Mostrar mensagens com a etiqueta equipa de vendas. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta equipa de vendas. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Serviços de web design

Site institucional

A existência de um site institucional da empresa é uma ferramenta indispensável para a descoberta da empresa e da sua localização, assim como para a criação de uma imagem positiva crescente.

Além da criação de sites para a empresa é também importante proceder à remodelação de sites existentes que se encontrem desactualizados ou ultrapassados. Os motores de busca desprezam sites desactualizados, sem actividade de actualização ou com tecnologias obsoletas.

Os sites mais antigos eram compostos por páginas de HTML que recorriam ao uso de tabelas para formatar as páginas. Esses sites são estáticos e não são responsivos nos novos equipamentos móveis como os tablets e os smartphones. Actualmente esses sites antigos podem ser actualizados através do uso das ferramentas de web design Sharepoint Designer e Dreamweaver.


Tecnologias de construção de sites

Actualmente recorre-se ao uso de um gestor de conteúdos ou CMS (Content Management System) para criação de sites institucionais. Têm a vantagem de se poderem adicionar conteúdos com facilidade e sem ser necessário ter conhecimentos de web design.

Uma vez instalados permitem que qualquer utilizador registado e com nível de autorização suficiente possa publicar os seus documentos. As publicações podem ser controladas através da aprovação das mesmas.

Os CMS mais populares são o Joomla, o Wordpress e o Drupal entre outros. Necessitam de profissionais especializados e conhecedores das tecnologias MySQL e PHP para efectuar a sua implementação e garantir a sua actualização e manutenção.


Lojas online

A loja online pode ser uma alternativa ou um complemento ao site institucional da empresa. Além das funções básicas do site institucional, permite a venda online de produtos e serviços da empresa.

É uma montra online onde a empresa expõe um catálogo dos seus produtos e permite que os seus actuais clientes comprem a partir do seu domicílio. A utilização de lojas online é um factor muito importante na captação de novos clientes pelo facto de o processo de compra de um produto ou serviço para satisfazer uma necessidade começar pela consulta na internet.


CRM 

A gestão do relacionamento com o cliente ou CRM (Customer Relationship Management) é deveras importantes para controlar as interacções com os clientes, sejam elas efectuadas por equipas técnicas ou comerciais. É uma ferramenta indispensável para gerir as oportunidades de negócio e controlar as actividades do departamento de suporte e da força de vendas.

O uso de um CRM proporciona relatórios imediatos para ajudar no trabalho dos gestores, quer dos departamentos técnicos como da direcção comercial. Actualmente é considerada uma ferramenta indispensável nas empresas empenhadas no sucesso das suas operações.


E-learning

São sistemas que permitem a prestação de formação através de sistemas online. Um colaborador pode ter acesso a uma determinada formação criada no sistema de e-learning quer a partir do seu posto de trabalho, da sua casa ou de um dispositivo móvel.

São usados em todos os tipos de formação, desde a formação básica necessária para um novo colaborador como para qualquer formação adicional para transmissão de conhecimentos sobre novos produtos ou novos procedimentos. A tecnologia Moodle é a mais utilizada.


Help Desk

São  sistemas automáticos de recepção de pedidos de suporte (tickets) e controle do processo de resolução dos problemas dos clientes. Permitem também que o cliente esteja sempre ao corrente da evolução da resolução dos seus problemas.

Os sistemas de Help Desk minimizam a utilização do telefone para interagir com o cliente podendo ser esse tempo aproveitado para resolver os problemas. Proporciona redução de custos e aumento da satisfação dos clientes.


Alojamento Web

A instalação de um site, de um CMS, de uma loja online, de um CRM, de um E-learning ou de Help Desk implica a utilização de um espaço ou alojamento para instalação das respectivas aplicações.

A esse alojamento adiciona-se um domínio (exemplo: www.asuaempresa.com) que é o endereço que identifica a localização da aplicação no ambiente web da internet.


Web Copywriting

Todas estas aplicações necessitam de textos que sejam informativos e incentivem a utilização destas ferramentas. Os textos devem dar a conhecer, fazer pensar e desencadear uma acção do leitor.

Estes textos devem ser criados por escritores (copywriters) que bons conhecimentos linguísticos e gramaticais que consigam transmitir conhecimento, levar as pessoas a pensar sobre as situações em causa e incentivá-las a tomar uma acção, como por exemplo encomendar um produto.


Prestação de  serviços de web design

É muito importante ter uma entidade de confiança com as competências certas para planear, implementar e executar todas as tarefas inerentes à utilização de sistemas que implicam serviços de web design.



Alfredo Simões
Consultor de empresas



Por favor, deixe-me saber a sua opinião na secção de comentários abaixo.


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Seus vendedores são lebres ou tartarugas


Os seus vendedores são lebres ou tartarugas?

Analise os resultados de dois vendedores:

Vendedor A
  • Contactos efectuados - 110 (5 contactos X 22 dias)
  • Vendas efectuadas - 30
  • Valor médio de venda -  1000 €
  • Total de vendas - 30000 €
  • Taxa de concretização - 30 / 110 = 27 %

Vendedor B

  • Contactos efectuados - 220 (10 contactos X 22 dias)
  • Vendas efectuadas - 60
  • Valor médio de venda -  500 €
  • Total de vendas - 30000 €
  • Taxa de concretização - 60 / 220 = 27 %

Qual dos vendedores é a lebre e qual deles é a tartaruga?

Qual deles tem maior probabilidade de manter o ritmo?

Qual deles tem probabilidade de aumentar as vendas?

Qual deles tem custos de comercialização mais baixos?

Qual deles é o melhor vendedor?

Qual deles usa as melhores técnicas de venda?

Qual deles consegue criar um relacionamento com o cliente?

Como caracteriza a sua equipa de vendas?

Faça uma avaliação...
http://www.123contactform.com/form-992086/ASCMI-Avaliao-Gratuita

Alfredo Simões
Consultor de empresas



Por favor, deixe-me saber a sua opinião na secção de comentários abaixo.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Outsourcing da Direcção Comercial


A Direcção Comercial da sua equipa de vendas é muito importante. A Direcção Comercial tem como missão definir os objectivos de vendas a atingir com base no planeamento estratégico da empresa e definir quotas para cada elemento da força de vendas. Tem ainda como tarefas adicionais o controlo e acompanhamento das actividades dos vendedores, além da formação, suporte e aconselhamento que eles possam necessitar.

Imagina a sua empresa com vendedores autónomos que gerem as suas actividades de modo pessoal e sem obedecer a critérios de comportamento, cumprimento de procedimentos e quotas? Será que esta situação tem fiabilidade para o ajudar a atingir os objectivos estratégicos da empresa que está a gerir?

consultoria-informáticaAlgumas empresas ainda não têm um Director Comercial por alguma destas razões: ainda não atingiram dimensão suficiente para tal, o Director Geral vai dando uma mão, não querem assumir os custos de um profissional a tempo inteiro ou ainda não encontraram a pessoa certa.

O que pensa de ter na sua empresa uma direccção comercial em regime de outsourcing ou nomear alguém interinamente de modo a preparar um dos seus vendedores para vir a assumir mais tarde o cargo?


Alfredo Simões
Consultor de empresas


Por favor, deixe-me saber a sua opinião na secção de comentários abaixo.

sábado, 11 de janeiro de 2014

Avaliação do funil de vendas e da previsão de fecho

Quando estava na Computer Associates, pouco tempo depois de ter sido convidado a passar de Systems Engineer (técnico de sistemas) para Marketing Specialist (vendedor), o Country Manager (director-geral) entrou na sala de vendedores e disse para todos:

  • "Quero-vos dentro de cinco minutos na sala de reuniões com o vosso "pipeline" (previsão de vendas) na mão porque está cá o nosso Regional Vice-President (director regional) e quer saber que vendas vão fechar no fim deste mês".

Eu estava há dois meses em vendas e ainda nem "pipeline" tinha. Tinha-me apresentado ao conjunto de clientes que me foram distribuídos e tinha começado a tomar nota das oportunidades que tinha encontrado.


Sentados à volta da grande mesa da sala de reuniões estavam todos os vendedores, o Director Comercial e o Director Técnico. Na ponta da mesa estava o Director Regional, que tinha do lado direito um "ajudante" que tinha vindo com ele e cuja tarefa seria tomar notas. O Director-Geral nem tinha ficado sentado à mesa. Estava sentado numa cadeira do lado esquerdo, sem falar.

A saga começou. E começou pelo lado esquerdo: "YOU! What are you closing this month?"

O primeiro colega a ser interpelado, agarrou na sua agenda pessoal, desfolhou-a e disparou alguns negócios previstos sobre os quais o "ajudante" tomou nota. Eu fui o seguinte e disse que tinha começado há pouco tempo e que ainda não tinha previsões de fecho. Claro que o Director Regional perguntou logo ao DG porque motivo ele tinha um vendedor sem previsões de fecho de vendas.

A saga continuou rodando pela mesa fora e acabou em más previsões futuras para o Director Geral.

Alguns problemas que encontramos nesta situação:
  • A vinda do Director Regional foi motivada por uma queda nas vendas da empresa;
  • Não existia uma ferramenta de controlo da evolução das vendas nem da previsão de fecho;
  • Havia falta de controlo das actividades da equipa de vendas.
Quando passado um ano fui promovido a Director Comercial tive a oportunidade de implementar um sistema de CRM, pois a companhia reconheceu a sua necessidade a nível mundial, evitando assim que os directores regionais tivessem de se deslocarem aos países para confirmarem o "pipeline".

Peça uma avaliação gratuita sobre o seu caso
Eis alguns sinais típicos de problemas com o "pipeline":
  • O "pipeline" está cheio de negócios potenciais, mas com pouco negócios assinados em "delivery" (fase de entrega ou implementação);
  • Os fechos dos negócios estão acumulados à volta de uma determinada data em vez de estarem uniformemente distribuídos;
  • Não há um conhecimento claro sobre as empresas  que fazem parte do "pipeline";
  • Todos os prospectos são clientes existentes - não existem novos potenciais clientes;
  • Não existem evidências de negócios repetidos nos clientes actuais;
  • Não existem oportunidades originadas em referências de clientes existentes;
  • Todos os potenciais negócios tiveram origem numa mesma altura no tempo;
  • Desaparecem negócios do "pipeline" sem uma justificação plausível;
  • Existem aglomerados e lacunas de oportunidades ao longo do tempo;
  • Algumas das oportunidades são baseadas em contratos existentes:
  • O valor das oportunidades é mais baixo do que o esperado;
  • O número de entradas no "pipeline" é reduzido;
  • Semanalmente não existe uma concretização real das vendas previstas pelo facto de não se preverem as alterações;
  • A empresa está a fechar negócios que nunca chegaram a estar na previsão de vendas.

Alfredo Simões
Consultor de empresas

Por favor, deixe-me saber a sua opinião na secção de comentários abaixo.